"Quando eu era criança, eu tinha uma boneca ...." que mulher nunca começou a contar uma estória de infância com essa frase? As bonecas, geralmente, são as companheiras de toda menina, mas o tempo passa e quando nos damos conta, elas se foram. Você tem saudades das suas? Então te convido a passear pela história das bonecas que marcaram época no Brasil e no mundo. Puxe uma cadeira, pegue uma xícara e venha tomar um chá, acompanhada das bonecas que marcaram a minha, a sua, a nossa infância. Venha para o meu chá de bonecas! Seja muito bem vindo (a)! Beijinhos, Gigi.

domingo, 30 de novembro de 2014

Brinquedos Estrela, Parte II


Em 1958, com a morte de seu fundador, a empresa passa a ser gerenciada pela esposa de Siegfried Adler, que traz um novo conceito, o lançamento dos brinquedos elétricos. O Autorama chega nessa época e chega para ficar.

                                    Autorama Estrela anos 60

A década de 60 chega arrasando com novidades que deixaram as crianças apaixonadas. Sob a presidência de Mario Adler, a Estrela traz grandes novidades. Bonecas, com mecanismos inovadores, chegam nesse momento. Gui Gui, e Beijoca conquistaram os corações das meninas dessa e de outras gerações que viriam.

                               Boneca Gui Gui, 1968

Dois dos maiores sucessos de vendas da empresa, também são lançados nessa década. Em 1960 as brasileiras conhecem uma boneca que parece uma menina de verdade. Ela tem 90 cm de altura, e quando vc segura em suas mãos ela caminha com você. Essa é a Amiguinha. Item valioso entre colecionadores de bonecas do mundo todo.

Propaganda com alguns dos sucessos de 1967, incluindo as bonecas Amiguinha e Beijoca

Em 1966, a empresa traz para o Brasil o conceito de boneca fashion e nos apresenta a Susi. Uma boneca de cerca de 30cm, ligada na moda e que conquista absolutamente o coração das brasileiras.  Tanto a Beijoca, quanto a Gui Gui, a Amiguinha e a Susi, foram trazidas para o Brasil pela Estrela, licenciadas pela empresa americana Ideal Toys e por isso, possuem suas versões por lá tb, com nomes diferentes, mas muitas semelhanças.

Boneca Susi, 1967

A década de 70 traz a boneca Emília, boneca brasileira em homenagem a personagem criada por Monteiro Lobato em o Sítio do Pica Pau Amarelo. Os meninos tb ganham grandes diversões. Chega ao Brasil o boneco Falcon, uma versão do americano G.I.JOE da Hasbro, e os primeiros carros radio-controlados, como o Stratus.

Propaganda do Boneco Falcon, Estrela, anos 70



A década de 80, minha favorita, (pra mim, a década de ouro das bonecas Estrela), chega com tantas novidades que seria necessário um artigo só sobre ela por aqui. Um dos produtos Estrela mais marcantes nos é apresentado em 1980, o Genius, “o computador que fala”, primeiro brinquedo eletrônico do país. É também na década de 80 que é lançada a boneca mais clássica da Estrela, fabricada até hoje. É introduzida a linha de bebês clássicos da Estrela composta a principio por bebês de três tamanhos: “Meu Bebê” de 60cm, “Bebezinho” de 50cm e “Nenezinho” de 40cm. 
(Continua http://chadebonecascomgigifernandes.blogspot.com.br/2014/11/brinquedos-estrela-parte-iii-final.html...)
obs: As informações contidas nesse artigo foram adquiridas em páginas pela internet, tendo como principal fonte de pesquisa o blog http://mundodasmarcas.blogspot.com.br e o site http://www.estrela.com.br/historia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!